O adorável gato de duas patas que escapou da fome e ganhou uma cadeira de rodas própria

Ninguém acreditou que o gatinho Cassady sobreviveria depois de ser abandonado e passar nove semanas sozinho na floresta de British Columbia, no Canadá. Ele lutou pela sobrevivência apenas com suas patas dianteiras e foi encontrado por um proprietário local, que entrou em contato com Shelly Roche, uma mulher que trabalha num centro de resgate de pequenos animais.

O animalzinho foi resgatado e levado para uma sala de emergência de um veterinário local. Cassady passou a noite no serviço de emergência e foi encaminhado para um veterinário regular no dia seguinte. Após o atendimento, o felino foi para a casa de Shelly, que o nomeou de Hopalong Cassidy, como o cowboy fictício.

Nas primeiras semanas, Cassady permaneceu sob os cuidados de Shelly para se alimentar, se medicar e até mesmo fazer xixi. “ 22 dias depois ele é feliz, brincalhão e nem sequer sabe se há algo de diferente nele!”, comemora a dona. Para dar continuidade ao tratamento, a heroína da história configurou uma transmissão ao vivo em seu site, onde pediu ajuda para conseguir uma prótese para o gatinho.

Em meio as inúmeras mensagens solidárias, muitas pessoas doaram fundos para medicamentos e outros suprimentos e uma empresa especializada em produtos para animais deficientes doou uma cadeira de rodas para as patas dianteiras, que se estende à medida que o corpo do animal cresce. Ele ganhou mais duas cadeiras: uma foi doada por um fã e outra foi desenvolvida através de impressão 3D por dois estudantes.

Shelly acredita que as cadeiras de rodas não serão mais necessárias quando Cassady obtiver um implante ou prótese, mas diz que a mobilidade destas lhe garantiram certa independência. “ Ele teve um início de vida tão terrível que eu prometi a ele no primeiro dia que ele só iria conhecer o amor, a felicidade e uma barriga cheia a partir de então”. E parece que está resultando, olha só:

Artigos Recomendados