Autista cai no chão e implora pela vida do gato que o salvou inúmeras vezes de crises

Como não se impressionar com o carinho de um gato com um menino autista? Este gato, chamado Simba, está há mais de sete anos ao lado desta família. E ele ajudou principalmente o garotinho de quatro anos chamado Kian.

O menino nasceu prematuro e teve diversos problemas de saúde. “Ele tem autismo, síndrome da imunodeficiência secundária, ossos degenerativos e tecidos ‘macios”’, conta Becky Green, a mãe de Kian. Com quatro anos de idade, ele conheceu o gato. Com diversos problemas de respiração, ele ficava sem ar em qualquer momento. Assim, Simba conseguiu encontrar um jeito de sempre avisar os outros humanos, caso o garoto fosse passar mal.

“Na época, Kian passava a maior parte de sua vida gritando e se machucando – o mundo era assustador para ele já que ele ia tantas vezes ao hospital, mas Simba era seu refúgio. Ele chegava a sentar com Kian e o acalmava e sentava ao seu lado no sofá ou ficava com a cabeça ao lado dele quando ele estava no chão. Outras vezes, ele até colocava as patas nas mãos de Kian quando ele começa a se bater e a se cutucar”, conta a mãe.

PUBLICIDADE

Todos os dias, Simba leva o menino para dormir e espera até que ele consiga. Mas o que ninguém esperava era que o gatinho sofreria um acidente. Becky havia acabado de levar as crianças para a escola e, quando voltou o gato estava ‘quebrado’ em frente a porta. Logo depois, ela recebeu o aviso de um vizinho dizendo que ele havia sofrido um acidente de carro.

Rapidamente, ela correu com o animal para o hospital veterinário. Chegando lá, os médicos disseram que suas patas estavam verdadeiramente danificadas. “Simba estava ronronando e nos dando aquele olhar de amor bem dentro dos nossos olhos. Quando eles disseram que ele não tinha nenhum ferimento interno, nós sabíamos que deveríamos tentar algo. Os veterinários sabiam que não poderiam ajudá-lo já que ele precisava de especialistas. No dia seguinte, o levamos ao Queens, em Cambridge.”

Eles chegaram a dizer para Kian que eles deveriam desistir dele e arranjar um novo gato, mas o menino começou a gritar na mesma hora. “Kian estava com a gente, histérico – ele deitou no chão implorando para que o veterinário tentasse. Ela disse que tentaria olhar direito para ele enquanto ele estivesse em anestesia, mas achava que o melhor seria levá-lo para a eutanásia”, conta Becky ao Love Meow.

Kian ficou inconsolável e Simba tentou se arrastar até ele. Estava claro que ele não queria ir embora e queria Kian mais do que tudo. Assim, Becky pegou ele e o colocou no colo do menino. Instantaneamente, o gato começou a esfregar sua cara nele para acalmá-lo. ”Foi o momento que mais partiu meu coração em toda a minha vida. A veterinária disse para tentar já que o gato queria viver”, contou Becky.

Felizmente, a tentativa deles de salvar o pobre gato deu certo. Enquanto ele não voltava para casa, o menino ficava visitando-o continuamente. Por algum tempo, ele terá que ficar com um colar elizabetano por pura proteção. Mesmo assim, Simba continua lutando e ajudará muito Kian ainda. Parece que ele realmente lutou para continuar vivendo.

Artigos Recomendados


s