Clara mostra sua real face a ameaça a própria mãe: pode interná-la!

Em 'O Outro Lado do Paraíso', Clara está se mostrando contra Duda por beber demais.

A novela ‘’O Outro Lado do Paraíso’’ é um dos maiores fenômenos de audiência do país.  [VIDEO] O enredo tem marcado constantemente mais de 40 pontos de Ibope na Grande São Paulo e chama a atenção  [VIDEO] por trazer do público uma mensagem positiva diante dos acontecimentos que são mostrados na vida de alguns personagens, como de Clara (Bianca Bin).

Apesar de ter ficado muito feliz com o encontro com a mãe, Duda (Glória Pires), as duas terão muitas desavenças nos próximos capítulos da novela da Rede Globo de Televisão.  [VIDEO] A neta de Josafá (Lima Duarte), inclusive, acabará ameaçando colocar a mãe em uma clínica.

Duda poder ser internada.

Tudo porque não para de beber. Nem mesmo a doença da outra filha, Adriana (Julia Dalavia), consegue mudar os rumos da personagem. Adriana descobrirá que tem um tumor maligno e precisará passar por uma cirurgia importante.

'O Outro Lado': conflito entre Clara e Duda marcará próximos capítulos

De acordo com informações do site TV Foco, nos próximos capítulos previstos para irem ao ar no final de março, Clara dará uma prensa na mãe. Ela ficará frente a frente diante de tudo o que acontece. Após ser proibida de tentar salvar a vida da filha, Beth se revolta e fica possessa.

Ela quebra todas as garrafas de bebida da casa após um surto, e Clara, disposta a fazê-la se esquecer do álcool, vai depositar uma grande quantia em dinheiro na conta de Renan (Marcello Novaes), que proporá abrir um negócio para afastar Beth da bebida.

Como todos devem imaginar, o personagem é um grande calhorda e acabará passando por momentos realmente complexos, traindo a mulher que ele garantia que amava.

Vilões se colocarão contra Clara em 'O Outro Lado' e público acompanha novela

Em breve, quatro vilões se colocarão contra Clara. Além de Sophia (Marieta Severo), que vira e mexe se coloca contra Clara diante dos desafios da vida, Renato (Rafael Cardoso), Aura (Tainá Muller) e Fabiana (Fernanda Rodrigues) vão embarcar na neura de mudar todos os acontecimentos na vida da mocinha.

Nas redes sociais, muita gente acompanha o folhetim e manda o seu comentário. "Que absurdo, deixar o homem que ama porque tá com dó da irmã embuste, ahhh me poupe viu. Ela vai fingir que tá com o Gael, kkkkkkkk. Coitado do Patrick, gente!", disse uma telespectadora no Twitter ao comentar o que é mostrado pela novela da Globo.

"Gente, sexta podia ter uma festa inspirada na novela  O Outro  Lado  do  Paraísoe todos receberem seus figurinos específicos do personagem da novela”, brincou mais um. 

Clara ameaça internar a mãe, que parte para a agressão em O Outro Lado do Paraíso

Clara e Beth em cena forte de O Outro Lado do Paraíso (Foto: Reprodução)

Clara (Bianca Bin) terá que suportar o descontrole da mãe, Beth (Gloria Pires), na novela O Outro Lado do Paraíso. No capítulo que irá ao ar no dia 30 de março, ela descobrirá que não poderá doar um rim para a filha Adriana (Julia Dalavia), por ser alcoólatra, e entrará em desespero.

Ela quebra todas as garrafas de bebida da casa após um surto e Clara, disposta a fazê-la esquecer o álcool, vai depositar uma grande quantia em dinheiro na conta de Renan (Marcello Novaes), dizendo: “E se começássemos a desenvolver a grife de vestidos de festas e noivas que ela queria fazer? Seria algo para ocupar a cabeça dela”.

“A Bete sempre gostou de criar”, responde. “Clara, eu não sei se é a hora…”, alerta Patrick. “A hora é agora! Se eu depositar uma quantia razoável na sua conta, você começa, Renan?”, questiona. “Posso montar a empresa. Contratar um escritório”, responde, enquanto Patrick diz que ela precisa de auxílio médico.

“Patrick, por que está sério?”, pergunta. “Eu só não sei se é o momento apropriado”, afirma. “Eu preciso ocupar a cabeça da minha mãe. Renan, me dê os dados da sua conta. Vou fazer a transferência agora”, anuncia Clara. “Não é muito?”, pergunta ele. “São vestidos de festa, Patrick. Eu tenho certeza que será bom para minha mãe”, dirá.

No entanto, na cena seguinte, Beth acorda e pede para voltar a beber. “Você mesma decidiu que vai parar”, reage Clara. “Mudei de ideia. Não vai me trazer nada para beber?”, exige. “Suco, água, refrigerante, o que quiser. Sem álcool”, anuncia a filha. “Se não quer me ajudar, vou sozinha. Eu me viro”, dirá Beth.

Clara bate o pé, dizendo que não permite a sua saída. “Você não manda em mim”, afirma. “Estou fazendo o que me pediu. Não vai beber”, aconselha. “Sai da minha frente, sai”, dispara, empurrando a filha. “Eu não vou deixar você sair. Se está se sentindo tão mal, nós a levaremos para o hospital”, diz Patrick.

“Eu não quero hospital. Quero só um trago, entenda! Pode ser vinho. Tem vinho?”, pede. “Você quebrou todas as garrafas da casa”, diz Clara. “Eu estava fora do meu normal. Me exaltei. Se eu beber uma dose ou duas…um gim-tônica, ficarei bem. Aos poucos vou me acostumar a beber menos”, revela.

“Não existe essa história de aos poucos, Bete”, diz Patrick. “Se é tão difícil, posso internar você numa clínica, para deixar de beber”, ameaça Clara. “E nunca, nunca mais poderá beber”, afirma Patrick. “Você é advogado, não é médico, não sabe do que está falando”, dirá ela, revoltada com os dois.

Patrick será agredido (Foto: TV Globo)

“Eu não suporto seu jeito de bom”, conta. “Você, todo certinho, ajuizado. Bom caráter. Sempre me aconselhando a parar de beber…”, comenta. “Fiz isso por você”, retruca. “Nunca pedi seus conselhos”, rebate ela. “E você, Clara…”, inicia. “Procurei tanto por você. Minha filha tirada de mim ainda bebê. Finalmente encontrei”, continua.

“Agora quer mandar em mim, porque tem dinheiro. Eu estou na sua casa, vivendo graças ao que você tem. Mas não sou obrigada a fazer o que quer”, dispara. “Sai da minha frente. Os dois. Eu vou para a rua”, grita. “Não tem dinheiro para comprar bebida. Eu guardei todo seu dinheiro”, dirá Clara.

“Eu consigo de algum homem. Um homem pode ser generoso com uma mulher. Está horrorizada? Ótimo. Sai da minha frente. Eu preciso beber”, insiste ela, com empurrões. A personagem agride Patrick fisicamente e tenta, o tempo inteiro, abrir a porta para sair. “Vamos para o hospital”, pede Clara.

“Para o hospital não. Vão concluir que estou pior. Minhas chances de doar vão diminuir. Para o hospital não. Me deixem aqui”, esbraveja, se arrastando no chão, e gritando: “Eu vou suportar, tenho que suportar”. Que sequência!

Artigos Recomendados