Um esquiador salvou 90 cachorros de uma fazenda de carne.

O rapaz tem um bom coração e salva cachorros.

Até onde você iria para tentar ajudar o próximo? Um jovem norte americano, de 26 anos, chamado  Gus Kenworthy fez o possível e o impossível para tentar ajudar cachorros que viviam sob condições extremamente precárias em uma fazenda na Coreia do Sul. Ele, que é esquiador no estilo freestyle, foi participar das  Olimpíadas de Inverno que aconteceram no país recentemente, mas acabou encontrando um propósito maior para lutar.

Ele e o namorado,  Matt, que fazia companhia durante a viagem, foram convidados para visitar uma das 17 mil fazendas do país que criam cachorros para o consumo. Decidiram ir até o local para conhecer um pouquinho mais da cultura da sul coreana... Embora não concordassem com a prática. Assim que chegaram, tiveram a maior decepção de suas vidas.

Cachorros em situação precária

Nas Olimpíadas de Inverno de 2014, Gus já havia se deparado com dois cãezinhos que vagavam sem rumo pelas ruas. Decidiu então levá-los para casa e enfrentar toda a burocracia do país para isso. Desta vez, a situação era bem pior. Assim que ele e o namorado entraram na fazenda, perceberam que as coisas eram bem diferentes do que imaginavam. Embora os cães sejam criados para consumo, imaginaram que eram mantidos em boas condições, o que na verdade, não acontecia.

Segundo ele: "Em todo o país, há 2,5 milhões de cães criados para alimentação em algumas das condições mais perturbadoras imagináveis. Sim, há o argumento de que comer cachorros é parte da cultura coreana. E, embora não concorde pessoalmente com isso, também concordo que não é meu dever impor os ideais ocidentais sobre as pessoas daqui. A maneira como esses animais estão sendo tratados, no entanto, é completamente desumana e a cultura nunca deve ser um bode expiatório para a crueldade. Apesar das crenças de alguns, esses cães não são diferentes dos que chamamos de animais de estimação em casa".

Então, com a ajuda de Matt, decidiu que levaria um daqueles cachorros para casa. Segundo ele: "Adotamos uma filhote que chamamos de Beemo e irá para os Estados Unidos morar comigo... Assim que estiver com suas vacinas em dia. Eu mal posso esperar para lhe dar a melhor vida possível". Gus conta que sua vontade era de levar todos consigo, mas como este era um ato completamente inviável, resolveu pedir apoio para a Humane Society International.

A organização luta também pelos direitos dos animais, e fez a retirada de outros 90 cães da fazenda, os encaminhando para os Estados Unidos e Canadá. Infelizmente, os maus tratos não acontecem apenas com os cães da Coreia do Sul. Muitos animais que fazem parte da alimentação ocidental passam pela mesma situação. No entanto, Gus fez sua parte e ajudou aqueles que pôde. Confira abaixo algumas imagens da fazenda:

#1

#2

#3

#4

#5

E então pessoal, o que acharam? O ato de Gus e do namorado foi realmente muito bonito, não acham? Compartilhem suas ideias com a gente aí pelos comentários!

Artigos Recomendados